Programa de afiliados – 15 Dicas de como escolher

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 0 Flares ×

Ao empreender ganhar online, a escolha do programa de afiliados vai afetar diretamente seus resultados.

Se você quer saber Como ganhar dinheiro com marketing de afiliados precisa saber antes como escolher um bom programa de afiliados.

15 Critérios para escolher um bom programa de afiliados

O ideal seria se um programa de afiliados pudesse atender a todos esses critérios ou pelos menos a maioria deles.

1 – Qualidade do produto/serviço

Este critério é muito importante. Você não deve promover um programa de afiliados apenas pensando na comissão, isso pode lhe trazer problemas.

Antes de promover um produto ou serviço procure testar, fazer sua avaliação pessoal. Se o produto/serviço não atender suas expectativas é provável que deixe de atende das pessoas que você irá recomendar.

Isto não significa que você obrigatoriamente terá que usar antes todos os produtos ou serviços que irá promover, embora isso seja preferível.

Você também pode testar ou fazer uma avaliação da qualidade de um programa de afiliados com base nas referências de outros.

Eu divulgaria sem medo um programa de afiliados baseado nas referências de algumas pessoas que conheço, pois, sei que elas não divulgariam um produto/serviço que não tenha qualidade.

2 – Comissão

Um programa de afiliados para ser bom precisa pagar boas comissões, seu esforço e tempo e talvez até investimento com divulgação, precisam ser bem recompensados.

Os produtos que pagam as melhores comissões são os infoprodutos, e você não deve aceitar uma comissão menor que 30% e ainda é pouco, o ideal é que seja de 50% a 70% ou que pelo menos fique próximo disso.

Quando se trata de produtos físicos as comissões são menores, variam bastante segundo cada programa de afiliados.

Uma comissão de 10% parece justa, alguns vão pagar menos outros mais e você precisa analisar cada situação para decidir se é compensadora.

3 – Rastreamento (janela de comissão)

Rastreamento ou janela de comissão é o período entre o dia em que a pessoa clica em seu link para acessar o site do programa de afiliados até o dia em que ela realizar a compra.

A maioria das pessoas não compram na mesma hora em que visitam o site e podem passar vários dias para realizar a compra.

O rastreamento permite identificar essa pessoa quando ela voltar ao site dentro do período chamado de janela de comissão que não deve ser menor que 30 dias.

Alguns programas de afiliados não tem este tipo de rastreamento, isso significa que você poderá está trabalhando em vão. A empresa estará recebendo tráfico gerado por você, realizando vendas, tendo lucros e você trabalho.

4 – ferramentas/recursos

Um bom programa de afiliados precisa disponibilizar para você materiais de qualidade para divulgação, banners que convertem, vídeos, informações e dicas para aumentar suas vendas e lucros.

Ter um suporte que atenda as necessidades do afiliado e clientes.

5 – Relacionados com o conteúdo do seu site

Imagine que você tenha um site do nicho de culinária, o visitante acessa seu site e se depara com um banner de um programa de afiliados sobre modas, maquiagem ou algo do tipo.

Qual é a relação que existe entre estes dois nichos? Nenhuma. Isso pode deixar seu visitante confuso.

Por isso você deve escolher um produto/serviço que tenha relação direta com o nicho de mercado do seu site. Isso ajuda a converter mais.

Descubra como pessoas comuns estão criando negócios do absoluto zero, no mercado que mais está crescendo em plena crise financeira do país!

Faça parte da Elite dos Afiliados e eleve seu Negócio para o Próximo Nível, mesmo sem utilizar lista, blog ou vídeos!

>> QUERO ASSISTIR O VÍDEO <<

6 – Promova produtos que tenham boa aceitação no mercado

Para isso você vai precisar conhecer bem o programa de afiliados que vai promover.

Faça uma pesquisa na internet para saber o que as pessoas dizem sobre o produto/serviço.

Poderá fazer também uma busca com as palavras chaves no adwords.google.com/keywordplanner para ver o número de pessoas que pesquisam sobre o assunto.

Evite afiliar-se a um produto que esteja associado com spammer (pessoa que envia spams). Um produto que esteja relacionado com spam já está “queimado” e não seja fácil realizar vendas com ele.

7 – Prefira programas que tenham um mercado alvo em crescimento.

Para analisar as tendências de crescimento do mercado sobre um produto use a ferramenta do google.com.br/trends/explore onde poderá saber se a tendência é de crescimento ou de decréscimo.

Além disso, poderá participar de fóruns e grupos relacionados ao produto/serviço para obter feedbacks confiáveis.

8 – Permitir várias opções de divulgação

Alguns programas de afiliados podem ser um tanto rigorosos quanto a como você deve fazer suas campanhas, limitando assim suas chances de promover e lucrar com o produto/serviço.

Como exemplos: certos programas de afiliados não permitem criar campanhas no Facebook, no Adwords e de e-mail marketing para divulgação do produto.

Ficar restringido em uma ou mais dessas opções não é bom para seus ganhos.

9 – Que possa ganhar também a longo prazo

O que acha de ao invés de ganhar uma única vez sobre um ciente, continuar ganhando enquanto essa pessoa continuar usando os produtos/serviços indicados por você? Indicar uma vez e ter ganhos recorrentes?

Alguns programas de afiliados oferecem exatamente essa possibilidade. Mas, são apenas alguns programas que oferecem esse tipo de ganho, como exemplos, sites de membros e serviços de hospedagem de sites, entre outros.

Sempre que possível procure incluir um ou mais programa de afiliados com essas condições nas suas escolhas.

10 – Vários Métodos de pagamento disponíveis

Para ter uma melhor conversão se faz necessário ter bons métodos de pagamentos disponíveis, que sejam acessíveis ao maior número de pessoas possível.

Entre estes poderia citar: Pagseguro, Paypal, Moip, boleto bancário e depósito em conta. O cliente tem como optar pela condição que melhor se ajuste a ele.

11 – Escolher um produto que você goste

Você deve ter interesse pelo assunto e o produto que escolher. Isso não é uma regra, mais será de ajuda.

Pense em quanto tempo vai gastar aprendendo e escrever sobre aquele assunto, também, se não se identifica com o produto e sua imagem pode ficar desmotivado para continuar.

Não considere isso sem importância. Escolha um nicho, um assunto que goste e de preferência que conheça ou esteja disposto aprender.

12 – Conheça e analise bem o site ou a página de vendas do anunciante

  • O site é bem organizado e com visual atraente?
  • Tem boa usabilidade e navegação?
  • A proposta anunciada é clara e indutiva?
  • Há chamadas para ação de forma clara?
  • São usados gatilhos mentais para induzir o visitante a uma ação?

Estes são apenas algumas das coisas necessárias a serem levadas em consideração.

13 – Taxa de Conversão

A taxa de conversão é o número de pessoas que completam a ação esperada de 100.

Exemplo: Se de cada 100 pessoas que visitam o site 2 realizam uma ação, temos uma taxa de conversão é de 2 por cento. Uma taxe de conversão ideal para um programa de afiliados seria 3 por cento.

A taxa de conversão é um fator importante ou você poderá está perdendo dinheiro por divulgar um programa de afiliados que não converte.

É por isso que já falei sobre a importância da página de vendas ter elementos que ajudem a converter.

De modo geral na área do afiliado, back Office, é possível saber quantas pessoas visitaram o site por sua indicação, se o programa de afiliados não possui um recurso que lhe permita saber essas estatísticas, há plugins que o ajudarão a monitorar a quantidade de cliques. Este é um recurso valioso para analisar a taxa de conversão.

Como exemplo: Se você enviou 500 visitantes únicos ao site e não houve nenhuma ação ou apenas uma ou duas, então a taxa de conversão é muito baixa, talvez seja melhor procurar outro produto para promover.

14 – Competição

Quanto maior for a concorrência tanto menor serão suas vendas. Já existirem muitos sites promovendo o mesmo produto ou serviço é como um bolo dividido entre muitas pessoas.

Mais isso não significa que não deva divulgar determinado programa de afiliados ou produto por causa dos concorrentes, mais terá que fazer um serviço igual ou melhor do que eles.

Talvez se sinta obrigado a investir mais em campanhas pagas, SEO, mídias sociais e outros meios para gerar comissões.

Muitas vezes é possível encontrar bons programas de afiliados para divulgar e que tenham uma concorrência baixa.

Mais uma vez recomendo usar a ferramenta de palavras chaves do adwords.google.com/keywordplanner para este fim. Esta ferramenta além de fornecer o número de buscas mensal sobre um assunto fornece também o nível estimado de concorrência.

Se a concorrência for muito alta é melhor procurar outro produto para promover.

15 -Termos e condições

Por último, mas não menos importante, leia os termos e condições disponíveis na página de cadastro do site de afiliados.

Quantas vezes apenas marcamos a opção “Li e concordo com os termos…”, quando na verdade não lemos nada.

Ler e entender esses termos e condições é muito importante, eles especificam coisas como: uso apropriado dos links, uso de banners, onde e como deve promover o seu programa, entre várias outras orientações.

A violação desses termos pode levar o programa de afiliados excluir você do programa.

Não ler esses termos pode leva você a gastar tempo e dinheiro com campanhas que depois precisarão ser revistas ou tiradas de circulação. Pense nisso antes de marcar a opção li e concordo.

16 – Dica bônus

Quando for escolher um produto do Hotmart observe a forma de comissionamento que pode ser: primeiro clique, primeiro e último clique e último clique.

Dê preferência o comissionamento por primeiro e último clique e último clique. Isso porque se você for divulgar um produto que paga pelo primeiro clique e que já esteja sendo amplamente divulgado, você vai está trabalhando para outros receberem a comissão.

Funciona assim: Se o afiliado A divulgou o produto e uma pessoa clicou no link dele mais não efetuo a compra e depois essa mesma pessoa clica no link do afiliado B que é você e efetue a compra, a comissão vai ser paga para o afiliado de quem a pessoa clicou primeiro, ou seja, o afiliado A e você não recebe nada.

E não faz sentido você divulgar para não receber, ou melhor,  para outro receber.

Concluindo…

É claro que existem outros fatores relacionados na escolha de um programa de afiliados e não seria interessante colocar todos eles neste artigo, mas estas dicas já são o suficiente para você escolher bem um bom programa de afiliados.

Para conhecer um bom programas de afiliados que recomendo => Clique Aqui

 

Gostou? Compartilhe!
    0 Flares Facebook 0 Google+ 0 Twitter 0 0 Flares ×

    1 Comentário

    • Sergio Moraes

      responder resposta 29 de junho de 2016

      Olá, gostei do artigo e estou aguardando mais.
      Para mim que estou começando agora são dicas muito importante. Parabéns!

    Deixe uma resposta

    * Denota Campo Obrigatório